27 de jan de 2010

COMO FAZER CITAÇÕES

Suponha que você esteja fazendo um trabalho literário, e necessite do trecho de uma obra pesquisada para comprovar, dar credibilidade a sua afirmação, ou melhor, ao seu trabalho. Neste caso você terá de recorrer à citação. Portanto, a citação seria: trechos de textos consultados, considerados relevantes para a elaboração de um trabalho textual, e que colaboram com as idéias do pesquisador.

Segundo a ABNT (2002), as citações são classificadas em três tipos: Citação Direta; Citação Indireta e Citação de Citação.

1. A CITAÇÃO DIRETA

É a transcrição ou cópia, no corpo do trabalho, de um texto, um parágrafo, uma frase ou uma expressão, usando exatamente as mesmas palavras usadas pelo autor da obra pesquisada.

Citação até Três Linhas – deve ser inserida no parágrafo, entre aspas duplas. Há duas maneiras possíveis:

a) Trazemos o autor para o corpo do trabalho, empregando termos como: segundo, de acordo com, afirma, relata, conceitua, descreve etc. Seguido do sobrenome do autor, data da obra consultada e o número da página consultada. Quando iniciadas com letra maiúscula, as citações devem ser precedidas por dois pontos (:). Veja o exemplo:

Segundo Suárez (2002, p.25), persuadir “é construir no terreno das emoções, é sensibilizar o outro a agir. Quando persuadimos alguém, esse alguém realiza algo que desejamos que ele realize”.

Segundo Suárez (2002, p.25), persuadir: “É construir...”.

b) Trazemos a citação para o corpo do trabalho, e informamos, ao final da citação, entre parênteses, o autor, a data e a página. Veja o exemplo:

Persuadir “é construir no terreno das emoções, é sensibilizar o outro a agir. Quando persuadimos alguém, esse alguém realiza algo que desejamos que ele realize”. (Suárez, 2002, p.25).

Observações: Havendo mais de um autor, observam-se os mesmos procedimentos, apenas ressaltando o nome dos autores na ordem em que aparecem na obra consultada.

Não precisamos atribuir crédito a informações contidas em enciclopédias, dicionários e informações históricas de conhecimento comum.

Citação até Três Linhas pelo Sistema Numérico - nesse sistema, a fonte da qual foi extraída a citação é indicada em nota de rodapé, no final da página, do capítulo ou do artigo. A numeração no texto da citação deve ser feita de maneira única e consecutiva para todo o trabalho ou para cada capítulo. Deve ser feita, de preferência, com os números situados um pouco acima da linha de texto (sobrescrito), e, ao final da citação. As outras opções são: colocar o número entre parênteses (1) ou entre colchetes [1]:

Sobre a oração principal, ratificamos as palavras do professor Celso Cunha: "Tal classificação tem o inconveniente de se basear em dois critérios; ou, ou melhor, de fazer predominar o critério semântico sobre o sintático".¹

A indicação dos dados da fonte deverá estar situada, em forma de notas de rodapé, de preferência na mesma página. As notas de rodapé localizam-se na margem inferior da página, separadas do texto por um traço contínuo (3 cm, no máximo) a partir da margem esquerda; as notas devem ser digitadas dentro das margens do texto, com a mesma fonte do texto, porém em tamanho menor. Veja exemplo:

_________________

1. Celso Cunha, Gramática do Português Contemporâneo, 1970, p. 401.

Quando várias notas de rodapé se referem a uma mesma obra e mesmo autor, a partir da segunda nota, deve ser usada a expressão [idem] ou sua abreviação, [id.] (= mesmo autor, ou: igual à anterior) e [ibidem] ou a sua abreviação, [ibid.] (= mesma obra). A expressão [Idem] substitui só o autor e não as diferentes obras. Outra maneira de não repetir a referência da obra é usar [op.cit.], que é abreviação de opus citatun, (obra citada). Cuidado com essas notas, elas não devem ficar muito distante da primeira referência que fez:

_______________

2. Idem, Ibidem, p. 190.

2. Idem, op. cit, p. 190.

A utilização desse sistema não dispensa a apresentação da lista de referências bibliográficas ao final do trabalho.

Citação com mais de Três Linhas – deve ser destacada, pulando-se uma linha para iniciar a transcrição da citação, com recuo maior da margem esquerda, com tamanho da fonte menor que a utilizada no texto, sem aspas e crédito(s) do(s) autor(res) ao final da citação. Para reiniciar o texto normal, pula-se outra linha:

É assim que podemos acompanhar Henry Esmond ao longo de toda a sua vida e que Hamlet poucas horas passará conosco. Em um dia de leitura podemos viver anos e anos da existência das personagens de uma ficção. Nas poucas horas que dura uma tragédia, pouco mais viveremos que os derradeiros momentos do herói. (SIMÕES, João Gaspar. Ensaio sobre a Criação no Romance, 1944, p.14)

Citação com Trechos Omitidos - trechos dispensáveis ao entendimento da citação podem ser omitidos, desde que não alterem o argumento do autor; para isso utilizamos colchetes e reticências [...] a fim de indicar a omissão. Do mesmo modo, se a supressão ocorrer no início ou no final da citação:

Em suma, constituem “diversos momentos do movimento dramático [...] fases de ação, são eles mesmos ações”. (Hegel, Estética. TR. Port., 1964, p. 393)

2. CITAÇÃO INDIRETA

É a transcrição livre do texto, isto é, usamos nossas próprias palavras para expor a idéia do autor. Podemos, ainda, se o trecho for muito longo, interpretar a idéia do autor e fazermos uma síntese.

Nesse tipo de citação, não se utiliza as aspas; mas o autor, a fonte e a data de publicação devem ser citados. Não é obrigatório colocar o número de páginas, mas se o fizer deve repetir em todas as outras citações:

Como lembra Martins (1984), o futuro desenvolvimento da informação está cada dia mais dependente de um plano unificado de normalização.

3. INFORMAÇÕES ADICIONAIS

a) No caso de citações de periódicos informamos: o sobrenome do autor, o título do artigo, o nome da revista ou jornal, o ano, número e páginas que encerram a matéria.

b) Acréscimos e/ou comentários, quando necessários à compreensão de algo dentro da citação, aparecem entre colchetes []:

Enok [considerado o rei do besteirol] divulgou sua mais recente obra [de humor] na livraria...”

c) Para se destacar palavra, frases, em uma citação, usa-se o grifo, em negrito ou itálico, seguido da expressão (entre parênteses e após a citação) grifo meu, ou grifo do autor, se for do autor da obra consultada: [...]; ela diz (sic) que contraiu o vírus através de uma transfusão, em uma entrevista coletiva. (grifo meu) => Sic = assim.

d) Quando se tratar de dados obtidos através de informação verbal (palestras, debates, comunicações, etc.), indicar entre parênteses a expressão "informação verbal", mencionando-se os dados disponíveis somente em nota de rodapé.

e) Algumas expressões latinas usadas somente em notas de rodapé:

Cf. = confira; confronte. Ex.: Cf. João Gaspar, 1998.

Loc. cit. ou loco citato = no lugar citado.

Passim = aqui e ali; em diversas passagens (do texto referido).

Et seq. ou sequentia =seguinte ou que se segue

E.g. ou exempli gratia = por exemplo.

Ao realizar esse tipo de citação, deve-se levar em conta a credibilidade das afirmações feitas pela fonte secundária em ralação a citação original, ou a obra citada, pois esse tipo de citação compromete a credibilidade do trabalho. Portanto, só a utilize quando o acesso à obra original for impossível.

Citação de Citação Direta

• Esse tipo de citação obedece à seguinte ordem: sobrenome do autor(es) original(is), em letras maiúsculas e minúsculas, seguidos (entre parêntesis) da data de publicação, o termo apud (latim, = citado) ou o equivalente em português "citado por" e o sobrenome do(s) autor(es) (em letra maiúscula) da fonte pesquisada, , a data e a página. Veja o exemplo:

Segundo Enok (1990, p.3 apud MENEZES, 2001, p. 33): "A dimensão biográfica do romance, não se esgota nos conflitos psicológicos."

[...], segundo Enok (1990, p.3 citado por MENEZES, 2001, p. 33): "A dimensão biográfica do romance, não se esgota nos conflitos psicológicos."

Nesse caso, não foi possível o acesso ao livro de Enok, mas encontramos referências a suas idéias no livro de Menezes, ao qual tivemos acesso.

Se na fonte consultada não constarem o ano e a página da obra original, podemos ignorar esses elementos:

Segundo Enok (apud MENEZES, 2001, p. 33): "A dimensão biográfica do romance, não se esgota nos conflitos psicológicos."

[...], segundo Enok (citado por MENEZES, 2001, p. 33): "A dimensão biográfica do romance, não se esgota nos conflitos psicológicos."

Citação de Citação Indireta

• Quando as afirmações de um autor que cita outro autor por ele pesquisado para compor seu texto, é feita livremente, sem a necessidade de citação literal, temos a citação de citação indireta:

[...], segundo Moles (1960, p. 10 apud EICO, 1971, p. 59), Kitsch é uma arte típica da classe média, que acumula estilo sobre estilo.

As citações de informações retiradas da internet podem ser indicadas no texto nas seguintes formas:

1. Se forem retiradas de uma obra, artigo ou trabalho que já foi publicado (em papel) anteriormente; coloca-se a referência do original, indicando o endereço eletrônico e a data completa (dia, mês e ano) em que o documento foi copiado, porque em um ano, as páginas podem mudar muitas vezes. Ou seja, o que se acessa em janeiro de 2009, por exemplo, pode não estar mais naquela página em março do mesmo ano. Exemplos:

PORTO, Sérgio. Primeiro Festival de Besteira que Assola o País. FEBEAPÁ 1. Rio de Janeiro, 1996. Disponível em: http://www.scribd.com/doc/7022954/sergio-Porto-Stanislaw-Ponte-Preta-FebeapA-o-Festival-de-Besteira-Que-Assola-o-PaIs. Acesso em: 09 outubro 2009.

BRAIT, Beth. A Personagem. São Paulo, 1985. Disponível em: http://groups-beta.google.com/group/digitalsource. Acesso em: 09 outubro 2009.

Observação: a indicação do endereço eletrônico e da data de acesso pode ser colocada em nota de rodapé, e não na própria referência. Exemplo:

PORTO, Sérgio. Primeiro Festival de Besteira que Assola o País. FEBEAPÁ 1. Rio de Janeiro, 1996.¹

_______________________________

¹Disponível em http://www.scribd.com/doc/7022954/sergio-Porto-Stanislaw-Ponte-Preta-FebeapA-o-Festival-de-Besteira-Que-Assola-o-PaIs. Acesso em: 09 outubro 2009.

2. Quando o artigo ou texto retirado da internet, nunca foi publicado em papel (ou quando não se conhece se foi ou não publicado) a referência se realiza pelo nome do autor, o título, o endereço eletrônico e a data de acesso (dia, mês e ano). Exemplo:

SÉRGIO, Ricardo. Como Fazer Citações. Em: http:// recantodasletras.uol. com.br/teorialiteraria/638805. Acesso em: 09 outubro 2009.

3. Algumas vezes, os autores não são citados, mas os textos e artigos estão vinculados ao "site" responsável pela informação ali apresentadas. Dessa forma, a referência da citação é feita com o endereço do "site". Veja:

A Citação. Em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cita%C3%A7%C3%A. Acesso em: 09 outubro 2009.


Fontes: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS; ABNT 2002.
RSérgio
Publicado no Recanto das Letras em 12/10/2009

http://recantodasletras.uol.com.br/teorialiteraria/1861690


Nenhum comentário:

ARQUIVO